Best university ranking website

Universidade de são paulo

A Universidade de La Laguna não tem qualquer controlo sobre as páginas ligadas a partir do seu portal e, portanto, não assume qualquer responsabilidade pelos conteúdos dos sítios Web fora da própria Universidade, nem garante a sua disponibilidade técnica, fiabilidade, exactidão ou validade.

Esta política é revista periodicamente para assegurar a sua validade, e pode, portanto, ser modificada. Recomendamos que visite o site regularmente e informá-lo-emos de quaisquer actualizações.

Se receber uma mensagem por engano de qualquer membro da Universidade de La Laguna, informamos que a utilização, divulgação ou reprodução do seu conteúdo sem autorização prévia é estritamente proibida ao abrigo da legislação em vigor. Nesse caso, deve notificar imediatamente o remetente, assegurando simultaneamente a destruição imediata do correio electrónico, bem como de qualquer documento a ele anexado.

A Universidade de La Laguna cumpre as obrigações do Regulamento (UE) 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho de 27 de Abril de 2016 relativo à protecção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses dados, e outra legislação em vigor neste domínio, no que diz respeito à segurança e à privacidade dos dados pessoais.

As melhores universidades da Europa

Fundada conjuntamente pelos nacionalistas e comunistas em 1922, a causa original da Universidade de Xangai era formar líderes para a revolução chinesa. Contribuiu com um grupo de pessoas influentes para a causa da libertação e desenvolvimento da China[4]. A universidade foi suspensa em 1927 em resultado do Massacre de Xangai, no qual os nacionalistas expurgaram todas as organizações relacionadas com a comunidade. Em 1983, o governo chinês reabriu a Universidade de Xangai. E depois, em 1994, ao integrar três outras universidades, tornou-se a maior instituição de ensino superior administrada pelo município de Xangai[4][5] A partir de 2018, a SHU inscreve 19.934 estudantes de graduação e 16.954 estudantes de pós-graduação, incluindo 4.505 estudantes internacionais[6] O financiamento anual da SHU para investigação e desenvolvimento foi atribuído pelo governo chinês à Universidade de Xangai.

O financiamento anual de investigação da Universidade de Xangai ascendeu a 505,3 milhões de dólares em 2018, o que a torna uma universidade abrangente e intensiva em investigação[7]. Tem duas faculdades de graduação e cinco grandes divisões académicas (Ciências Naturais, Humanidades e Ciências Sociais, Engenharia, Economia e Gestão, e Belas Artes), contendo 29 escolas ou departamentos.

A melhor universidade do mundo

Na actual (4ª) edição deste ranking, participaram 1.406 universidades de 106 países/regiões, em comparação com 1.118 de 94 países/regiões na edição anterior. Por outras palavras, a participação aumentou em 288 instituições de ensino superior adicionais.

A Universidade de Burgos foi incluída entre as 2.202 universidades de 96 países participantes na U-MULTIRANK 2022. Nesta edição, a Universidade de Burgos melhorou os seus resultados em comparação com a edição de 2021 e tem agora 5 indicadores de desempenho máximo em comparação com os 4 indicadores da edição anterior. A Universidade de Burgos obtém bons resultados nos parâmetros de igualdade de género, programas para grupos de estudantes sub-representados, publicações interdisciplinares, percentagem de autores femininos e rendimentos de fontes regionais.

A Universidade de Burgos aparece, pela primeira vez, no ranking de Xangai na posição 201-300 no tema de Ciência e Tecnologia Alimentar. A classificação temática analisa publicações científicas, durante o período de 2015-2019, recolhendo dados bibliométricos recolhidos na Web of Science e no InCites. Esta posição é um reflexo do bom trabalho de investigação e divulgação em publicações de importância internacional realizadas pelo PDI do Departamento de Ciência e Tecnologia Alimentar da Universidade de Burgos. Para mais informações, pode consultar RANKING SHANGAI

Ranking universidades espanha 2022

Olga Belova2021-01-25 14:01:512021-03-25 15:47:48Erasmus+ mobilidade agora possível com mais países não europeus5 Novembro, 2019No âmbito do programa Erasmus+, a Aliança 4 Universidades lançou um apelo a estudantes, doutorados e pessoal docente para um esquema de mobilidade entre as universidades da A4U e, Rússia e África do Sul.

Olga Belova2019-11-05 11:11:382021-01-25 10:47:11 Mais fundos Erasmus+ para a mobilidade não europeia10 Maio, 2018 No âmbito do programa Erasmus+, a Aliança 4 Universidades lançou um convite à apresentação de bolsas de mobilidade para estudantes, doutorandos e pessoal docente para a mobilidade entre as universidades da A4U e, Rússia e África do Sul.